Exoesqueletos estão prestes a entrar nas linhas de montagem da Ford

Metade humano, metade máquina

Automatização total pode ser o futuro da manufatura, mas nós não chegamos lá ainda. Enquanto algumas máquinas já tomaram o lugar de cargos em que as tarefas causavam dor aos colaboradores em linhas de montagem, humanos ainda são parte vital na produção. Mas com frequência, isso não é trabalho fácil. As tarefas costumam exigir que a pessoa fique de pé, e algumas envolvem trabalhos repetitivos de braço chegando a 4,6 mil vezes por dia ou cerca de 1 milhão de vezes no ano. Ai!

Porém, na Ford, isso pode estar mudando. Exoesqueleto usado nas fábricas da Ford podem mudar esses números, de acordo com Engadget.

Que venham os exoesqueletos

Em Novembro de 2017, Exoesqueletos EksoVest, construídos por Ekso Bionics, foram distribuídos aos colaboradores em duas fábricas da Ford. Agora, cerca de 75 exoesqueletos serão distribuídos para colaboradores em até 15 fábricas no mundo. Os exoesqueletos não tem motores, nem mesmo baterias, mas vão prover “assistência passiva” na forma de um suporte para o braço, pesando de 2 à 6kg. Ao dar suporte para o braço, quanto mais alto a pessoa esticar o braço, o dispositivo tira a pressão dos músculos. Se você não está convencido que isso fará diferença, veja o vídeo abaixo enquanto mantém seu braço acima da sua cabeça.

Nós temos a tecnologia

Esse é só o começo dos exoesqueletos na Ford. “Hoje, é somente um suporte do torso para auxiliar o trabalho que deve ser feito acima da cabeça”, disse Marty Smets, especialista técnica em sistemas humanos e manufatura virtual na Ford.

Dando um passo de cada vez, poderia levar a Ford a outras vertentes do uso do exoesqueleto dentro das fábricas. Ao estabelecer sistemas para o uso hoje, a Ford está bem posicionada para adaptar novos dispositivos conforme se tornem disponíveis. “Nós quisemos focar em um exoesqueleto inicialmente, depois iremos expandir para outros espaços”, afirmou Smets.

Só o tempo dirá, mas talvez homem e máquina podem coexistir em harmonia, afinal de contas.

Fonte: Futurism.com

 

 

Tags:
0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2013 - 2019 SPS Consultoria todos os direitos reservados. Criado por .Rocket | Estúdio Digital.

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?