5 razões pelas quais você deveria medir os resultados da sua empresa - SPS CONSULTORIA

5 razões pelas quais você deveria medir os resultados da sua empresa

sap business ne medir resultados da sua empresa
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Você já teve aquela sensação de estar fazendo as coisas certas, porém tudo em volta não te dá o resultado esperado? Aquela dificuldade em medir o quanto a empresa evolui, entender porque está tendo tantas demissões e por ai vai?

Todos esses questionamentos tem haver com o assunto que iremos abordar nesse artigo, os poderosos indicadores.

O pai da administração moderna Peter Drucker já dizia que “o que pode ser medido pode ser melhorado”. Diante dessa frase emblemática as empresas necessitam de indicadores para poderem medir o seus resultados e com isso conseguirem alcançar os objetivos principais.

Imagine uma situação hipotética onde a empresa tem um objetivo central definido, uma missão bem formatada, porém não se preocupa em criar indicadores no qual irão estabelecer metas.

Com o passar do tempo os gestores irão perceber inúmeras divergências entre o que ele acha que está fazendo certo e o que realmente está acontecendo ao seu redor.

Sem dúvidas essa é uma situação perigosa para a empresa, pois pode levar a perda do controle gerencial e num cenário mais crítico levar a falência da mesma.

O bom é que temos hoje vários indicadores de resultados que podemos utilizar e nos auxiliar a gerenciar melhor nossa empresa evitando a situação descrita acima. Mas antes de falar desses indicadores, iremos entender o que são.

O que são Indicadores de Resultados

Esses indicadores também chamados de Indicadores de Desempenho ou KPI (Key Performance Indicator) são métricas que qualificam ou quantificam a performance da empresa de acordo com seus objetivos principais.

É importante salientar que os KPIs deverão ser construídos em torno de um planejamento estratégico, já com objetivos claros para que sejam estabelecidas metas possíveis de ser alcançadas.

Todo indicador deverá estar conectado a uma ou várias metas, sem essa conexão não há como medir o resultado.

Fazendo dessa forma o gestor poderá usar esses indicadores como referência para o processo de tomada de decisão e assim traçar melhores estratégias.

Para que você entenda um pouco melhor sobre os indicadores de resultado irei dar um exemplo simples logo abaixo.

Suponhamos que tenha uma fábrica de roupas e o objetivo central da sua empresa para esse ano seja: Aumentar a qualidade de determinadas peças.

Com esse objetivo em mente traçaremos o seguinte indicador: Diminuir em 5% as falhas no processo final de produção.

E por último definiremos as metas do indicador: Trocar a máquina de rebite por uma mais nova, Trocar processo manual de empacotamento e embalagem por sistema automatizado.

Com todo esse fluxo estabelecido, o gestor terá capacidade de monitorar o andamento do indicador e tomar decisões estratégicas para conseguir atingir o objetivo estabelecido e concretizar um resultado positivo na empresa.

Principais Tipos de Indicadores

Antes de falar sobre os indicadores, iremos abordar algumas categorias no qual esses estão inseridos.

Indicadores de Produtividade

São indicadores que se referem à quantidade de entregas levando em consideração os recursos disponibilizados pela empresa.

É bom que esses indicadores estejam alinhados com os indicadores de qualidade, pois nada adianta ter uma produtividade elevada sendo que a qualidade fica a desejar. 

Estão correlacionados à produtividade hora/colaborador, hora/máquina. Ex: Reduzir o intervalo de tempo em 10% entre secagem e empacotamento.

Indicadores de Qualidade

Ajudam a entender qualquer desvio na padronização ou desvios de processo.

Podem ser explorados fazendo-se a comparação com o número total de entregas versus o número de entregas sem desvios ou defeitos.

Esses indicadores devem estar alinhados também à percepção dos clientes em relação à satisfação. Ex: Diminuir em 5% as falhas no processo final de produção.

Indicadores de Capacidade

Medem o limite de produção ou processo em função do tempo, ou seja, são indicadores usados para saber quanto determinada máquina, colaborador ou processo consegue obter uma resposta durante determinado período de tempo. Ex: Empacotamento de produtos a cada 1 minuto.

Indicadores Estratégicos

Tem o papel de mostrar aos gestores a evolução da empresa com base nos objetivos principais estabelecidos. Eles fornecem um comparativo de como está o cenário atual da empresa com relação a sua visão de futuro.

Esses indicadores que mostrarão se a empresa está obtendo sucesso e se está num caminho constante de crescimento. Ex: Alcançar índice superior a 90% na satisfação dos clientes a cada mês.

Todos os indicadores que se encaixarem nas categorias citadas acima são igualmente importantes e não podem ser ignorados pelos gestores, pois são eles que deixarão uma empresa saudável e em constante evolução.

Até o momento citei como exemplo indicadores bem específicos que não necessariamente podem ser utilizados por vários seguimentos. 

Existem algumas razões pelos quais empreendedores devem medir os resultados da empresa para alcançar o sucesso e alinhado a essas razões existem indicadores mais genéricos e que toda e qualquer empresa deve utilizar para medir de forma mais efetiva seu desempenho.

As 5 razões para você começar medir os resultados da sua empresa

É importante analisar as razões pela qual nós gestores devemos ter uma atenção maior e assim aplicar o melhor indicador e conseguir alcançar os resultados esperados.

Controle da Lucratividade

Todo empreendedor se preocupa com o faturamento de sua empresa, mas às vezes se depara com situações onde o resultado parece ter sido positivo, porém não sobra grana. Isso é muito comum e pode estar ligado aos custos envolvidos na produção de determinado produto.

Usando um indicador de lucratividade o empreendedor será capaz de medir o percentual do lucro sobre o faturamento e assim entender melhor o caminho a percorrer para atingir um resultado mais realista.

Controle das Vendas

Pode ocorrer situações em que a empresa não conseguirá vender de forma eficiente por não conseguir acompanhar a dinâmica dos vendedores, clientes ou mesmo os processos da própria venda em si.

Para melhorar esse entendimento e conseguir um melhor monitoramento e controle pode ser usado o ticket médio, um indicador que consiste em obter o valor que cada cliente gasta em seu estabelecimento dividindo o total das vendas do negócio pelo número de clientes que geraram compras.

Com essa informação em mãos o gestor poderá elaborar estratégias para aumentar a eficiência das vendas.

Realizar entregas de forma rápida

Um dos problemas mais observados pelos clientes em relação a compra de determinado produto ou serviço é a entrega no prazo correto ou seu atraso. Isso pode gerar uma grande insatisfação e até perda do cliente.

Para ajudar nesse problema temos o indicador de nível de serviço de entregas no qual irá fornecer informações sobre o desempenho nas operações de transporte e ainda avaliar a confiabilidade de fornecedores e seu comprometimento no comprimento de prazos.

Conseguir realizar boas negociações

Por não ter um histórico de sucessos em negociações o empreendedor pode ficar refém de estratégias mal elaboradas que levará clientes a rejeitarem ou desistirem da proposta feita.

Com o indicador taxa de sucesso em vendas o empreendedor terá em mãos o índice de vitórias em cada negociação realizada. Isso poderá ser obtido estabelecendo a relação entre a quantidade de vendas que foram efetivadas e a quantidade total de oportunidades geradas naquele período.

Ao monitorar esse indicador, o gestor poderá identificar gargalos no funil de vendas e atacar problemas como abordagens ruins de vendedores ou formas de pagamento fora da realidade dos clientes em questão.

Monitorar a rotatividade de funcionários

As empresas hoje em dia enfrentam um grande problema quando se fala em admissões e demissões. E muitas vezes os gestores não sabem identificar o porquê isso está acontecendo na organização.

O índice de turnover é o indicador mais adequado para entender de fato esse problema e traçar estratégias para solucioná-lo. Com ele será possível avaliar o grau de rotatividade usando uma fórmula bem simples (n° de demissões + nº de admissões)/2 e depois basta dividir pelo total de funcionários.

Com esse resultado em mãos o gestor poderá traçar estratégias e resolver problemas de liderança, clima organizacional, ambiente de trabalho ou valorização dos colaboradores, conseguindo reter de forma mais eficiente esses funcionários.

Todas essas razões podem ser muito melhores identificadas se tiver a disposição uma ferramenta que ajudará na adição de dados referentes ao negócio e que no final transformarão em informações que poderão ser medidas.

Entenda como um Sistema de Gestão Empresarial pode mensurar os resultados da sua empresa

Através do Sistema de Gestão SAP BUSINESS ONE é possível efetuar entradas de tudo que acontece em seu negócio. Essas entradas serão tratadas à medida que o negócio for evoluindo.

Como a informação estará centralizada, o sistema irá organizar essas informações de tal forma que poderá gerar indicadores automaticamente sem que o gestor tenha qualquer esforço. O que ele irá precisar fazer é alimentar o sistema com os dados do seu negócio.

A partir daí basta realizar o monitoramento e acompanhamento das informações geradas pelo sistema e tomar decisões mais assertivas para atingir os resultados esperados.

SAP BUSINESS ONE TESTE DRIVE

​A revolução digital chegou para pequenas e medias empresas

Compartilhe nosso Conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe uma resposta

Fechar Menu
pt_BR
pt_BR

Agora é possível competir com os grandes!

Potencialize e obtenha maior controle sobre sua empresa em crescimento com nossas soluções

SAP Business One